Blog

COMO CONVENCER PESSOAS COMO UM LORD. Persuadir e liderar pessoas! Game Of Thrones.

Fala galera beleza? Aqui é Vítor Santos eu sou especialista em linguagem corporal e perito técnico das expressões faciais e criador do maior canal de linguagem corporal de “WESTEROS”, brincadeiras a parte, hoje eu vou falar aqui no blog do personagem Tyrion Lannister da série Game Of Thrones. Apesar de ter um pouquinho mais de um metro de altura e ser odiado e desprezado por tantas pessoas, o famoso meio homem, Tyrion Lannister, consegue persuadir e convencer várias pessoas a fazerem o que ele quer, tudo isso usando truques de psicologia e no caso dele, alguns truques bem baixos. O Tyrion, é o famoso anãozinho da série Game Of Thrones, ele é irmão do Jaime Lannister, e da Cersei Lannister, como já falei ele é um anão e em vários momentos da série ele é caçoado pelo fato de ser um anão, ele mesmo fala no primeiro episódio da série porque começou a não se importar com isso, e aceitar as diferenças e aprender conviver com essa diferença. A meu ver, essa cena mostra um mindset bem maduro “…deixe-me lhe dar um conselho, bastardo! – Nunca se esqueça de quem você é, porque os outros não vão! Use isso como uma armadura e então nunca poderão usar isso contra você!”. Ou seja se você aceitar uma limitação sua, um problema seu e usar isso como uma arma, ninguém vai poder usar isso para te atacar.   

Separei três momentos bem bacanas do Tyrion, na série para pontuar suas características e tentar mostrar aqui como as atitudes de persuasão deste anão é fera, o personagem é muito ninja mesmo, e as cenas ocorrem entre a primeira e segunda temporada. Vale destacar que ele é a mão direita do rei Joffrey na série, é muito bacana a interação dos dois, porque o rei Joffrey tem medo do anãozinho, e isso é impagável ver. Mas como ele consegue gerar esse senso de respeito e persuadir pessoas? Eu digo: com alguns pontos comportamentais de superioridade, uma lábia muito grande, mas especificamente, ele entende muito sobre emoções, Tyrion Lannister, sabe exatamente o que cada pessoa está sentindo, e como ele pode levantar emoções positivas e negativas e dependendo do contexto ele faz da forma que ele quiser para persuadir e manipular aquela pessoa que está abordando. Quero destacar então, alguns pontos bacanas de comportamento não verbal e mindset que você pode colocar em seu dia a dia se você quiser também persuadir e manipular pessoas.

 

O primeiro ponto é a linguagem corporal confiante, embora baixinho, você nunca vê o Tyrion Lannister andando de cabeça baixa, de peito projetado para dentro, ao contrário, ele sempre está com o peitinho “estufadifadinho”, cabeça elevada, os braços ao longo do corpo, não fica de braços cruzados, mãos no bolso. Até porque cruzar os braços e andar de cabeça olhando pra baixo, com o peito pra dentro, passa uma ideia de insegurança e dificilmente uma pessoa vai confiar em você se ela perceber que você não tá passando segurança, nem mesmo naquilo que você está falando, além da postura da cabeça, uma outra coisa que ele faz é falar em alto e bom tom, pronunciando bem cada palavra, com uma articulação muito boa, isso dá impressão de que ele tem domínio de tudo o que está falando e novamente,  isso gera mais confiança pra quem está ouvindo.

Segundo ponto Mascarar a emoção de medo com humor, dificilmente você vê o Tyrion Lannister na série ficando com medo e gritando de pavor, ao invés disso ele usa do sarcasmo e bom humor, ele faz piadas e isso até mesmo em situações terríveis como, por exemplo, quando  um grupo bárbaros fazem uma emboscada para ele e o camarada dele, no momento que estão quase pra levar o golpe fatal, os bárbaros pedem pra ele dizer algumas palavras  e perguntam : ” – Como você quer morrer anãozinho de M…. ?”. E Tyrion que tinha só um cara pra cobrir a guarda dele contra um grupo de bárbaros debilóides prontos para mata-lo, faz uma piada respondendo: – “Quero morrer velho, barrigudo e com uma garota em minha cama”, os caras dão risada cortam a ação e assim ele consegue escalar um comportamento que era vida ou morte para uma conversa.  Por trás disso, mascarar a emoção medo com alguma emoção associada ao humor, sarcasmo e ironia podem  gerar  respostas positivas, porque o medo libera três situações o famoso:  free, fight or flight, ou seja,  congelar,  lutar ou fugir. Essas três situações não colocam você no modo racional, porque liberar emoções positivas como por exemplo, a dopamina e a endorfina, de uma boa piada e de uma risada bacana, pode te deixar um pouco mais calmo e menos atônito, isso vai te permitir racionalizar para tomar a melhor decisão naquele momento. As vezes isso acontece quando as pessoas querem te testar emocionalmente, especialmente se você estiver em uma negociação, e se você não responder emocionalmente como eles esperam, eles entendem que eles precisam te colocar em estado emocional, e consequentemente eles perdem o racional e acabam entrando no estado emocional. Nesse mesmo contexto na série, na situação acima que citei, o bárbaro provoca o Tyrion, chamando de anãozinho, perguntando como ele quer morrer, mas nessa hora ele faz uma piada e consegue controlar a situação, o bárbaro perde a razão e assim o Tyrion consegue manipular o cara e mostrar que ele estava errado.

O terceiro ponto Saber exatamente o que cada pessoa quer, e se adaptar a linguagem da pessoa que você está abordando. Em vários momentos, quando ele está conversando com as pessoas, por exemplo: com esses bárbaros, quando Tyrion, tem que persuadir um bando de soldados lutarem para defender uma cidade do reino, ele sempre sabe o que cada pessoa está sentindo, ele sabe exatamente o que cada pessoa quer. Quando Tyrion é emboscado por esses bárbaros a primeira coisa que ele tenta falar já de praxe é da suas posses: “– Eu tenho ouro você sabe, um Lannistar sempre paga suas dívidas, eu vou te pagar, vou te dar riquezas.” O bárbarointerroga-o: “- E você está com algum dinheiro agora?” E Tyrion, responde: “- Não tenho dinheiro, eu não vou viver de promessas! haha Eu vou te matar!”. Vejam, ele jogou uma isca, não era o que o bárbaro queria naquele momento, não tocou nem um pouco no emocional dele,  só que nessa hora os bárbaros começam a contar que eles se sentiam revoltados com os outros cavaleiros do vale daquele local que eles estavam , esses cavaleiros quiseram tomar o lugar pra eles, e assim foram reclamando, contando e enfim Tyrion, percebe aquilo e muda o jeito dele de falar com os bárbaros, saindo da maneira formal dos comentários de que possuía ouro, terras e riquezas e começando a falar demonstrando que estava enxergando a “dor” deles, dizendo que os ajudaria a fazer daquele vale um lugar melhor se eles os levassem  são e salvo até sua casa, prometendo a eles que o vale iria pertencer aos verdadeiros donos: “-A VOCES!”. Pronto, bateu na “dor” do cara, falando exatamente o que os bárbaros queriam ouvir no linguajar deles, matar bicho, arrancar à pele e tudo aquilo que o vale poderia proporcionar a eles. 

 

Portando observem: saber se adaptar a linguagem corporal, alterar ao estilo verbal, ao tom vocal, falar mais alto ou mais baixo, mais rápido ou mais devagar, dependendo da pessoa que você aborda mostra que você tem um equilíbrio muito bacana e consegue sintonizar. Tem pessoas que estão em outra sintonia, e isso mostra que Tyrion, tem uma noção gigantesca, uma consciência corporal gigante, dele e das pessoas com quem ele está conversando e projeta a emoção e visualização na fala. Basicamente o que Tyrion, faz uma vez que ele entende qual é a moeda de troca da pessoa, se ela quer negociar cabra ou se ela quer um “vale” ou se  ela quer ouro, ele começa a projetar e a projeção pode ser utilizada como um simples Storytelling, ou seja,  você conta uma história envolvendo seu “cliente” ou “oponente”,  colocando essa  pessoa em estado emocional e quanto mais emotiva ela ficar, mais as regiões do sistema límbico, como por exemplo, a amígdala e o giro do cíngulo anterior, vão orientar o foco daquela pessoa apenas pela emoção, isso significa que a razão dela vai cair, ficando mais fácil de você induzi-la e ela acatar suas ordens.

Em uma cena da série tem o momento que Tyrion, está guerreando, sim está estourando uma guerra ali na entrada do king’s landing e os soldados da guarda estão exaustos, e não querem mais lutar, estão querendo ir embora, desistirem e aí aparece o Tyrion, que é responsável pela guarda real para motivá-los. É uma cena engraçada, os soldados dão risada dele, afinal ele é um anãozinho, mas ele sobe lá e fala eu – “Vou liderar o ataque! “, e aí ninguém leva ele a  sério, ninguém mesmo! mas  só que aí entra a parte de “bater na dor”, ele sabe o que dói naquelas pessoas, então ele diz: -“ Não lutem pelo seu rei porque ele não está aqui pra ajudar vocês, não lutem pelo reino porque vocês não vão poder aproveitar nada dele, não lutem por riquezas nem por glórias porque vocês não irão desfrutar de nada disso e o nome de vocês não será lembrado, é no portão de vocês que esses soldados, ali estão batendo, se eles entrarem aqui é na casa de vocês que eles vão atear fogo, e são as mulheres de vocês que eles vão roubar e estuprar”. Pronto!  A galera que não queria lutar, não queria salvar um rei e um reino em decadência. Opa! Se ligam e pensam; “Verdade como que vai ser, se o cara matar minha mulher meu Deus! E se incendiarem minha casa que levei tanto tempo para construir”. Novamente ele mexeu na emoção daquilo que importava, para aquelas pessoas. Isso numa uma negociação faz com que você consiga persuadir e manipular um exército.

..Tem homens corajosos batendo a nossa porta! Vamos mata-los!”  Ouve-se nesse momento um grito de guerra de todos os soldados se unindo e se mostrando fortes, dispostos a vencer!

O último ponto leitura excessiva, desde o começo da série você vê que o Tyrion, está sempre lendo alguma coisa, pesquisando, conversando com pessoas se informando, ele é um cara culto. Pesquisas mostram que quanto mais você estuda e quanto mais você aprende vários assuntos de diversos seguimentos, mas você consegue mudar o seu estilo de jogo. Quando você está numa estratégia, por exemplo, o homem mais rico do mundo, o criador da Amazon, dizem que ele lê em média cinco livros por mês, quanto mais você lê, mais material você tem pra criar várias estratégias e assim conseguir manipular as pessoas e chegar em seu objetivo. Portando meu lema: Leia mais!

Bom galera espero que vocês tenham gostado dessa maneira de usar um personagem para falar com vocês sobre persuasão e liderança.

Obrigado e até o próximo post. Valeu!

(Linguagem Corporal -By Metaforando)

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em:Blog