Blog

EXPRESSÕES FACIAIS NATALINAS NAS CRIANÇAS – HO, HO,HO

Fala galera beleza!  Sou o Vitor Santos, especialista em Linguagem Corporal, perito técnico das microexpressões faciais e criador do METAFORANDO o maior canal de linguagem Corporal do mundo.

E como está a expectativa de vocês pra este evento que acontece no mundo inteiro? Hoje vamos falar sobre as expressões faciais natalinas, isso mesmo, vamos entender porque nem sempre o Noel fofinho de barba branquinha e bochechas rosadas, agrada o coração de todos nesta data tão especial que é o NATAL.

Pais, fiquem atentos a Linguagem Corporal das crianças no Natal:

As festividades de final de ano são marcadas por vários acontecimentos e até mesmo momentos inesperados com figuras simbólicas como a do Papai Noel. Hoje vou falar pra vocês qual espectro emocional que geralmente remete as crianças durante alguns desses momentos com o bom velhinho. E ainda quando elas não ganham o presente que queriam o que acontece?

É tradição nesta época de natal que alguns pais queiram surpreender as crianças com a figura do Papai Noel trazendo os presentes, às vezes é alguém da família quem se veste de Noel ou contratam figurantes para esta ação, mas nem sempre isso faz a felicidade genuína da criançada. Analisando algumas reações em vídeos de crianças diante do Papai Noel, pude observar várias expressões de medo e vou pontuar minhas observações. 

(Congelei os vídeos no momento da expressão pra mostrar a vocês meu parecer, mas se desejar assistir na integra esse vídeo está no canal Metaforando acesse através desse Link: https://youtu.be/EbJyFL2EMco )

Esse pequenino deixou uma laranja para o papai Noel, ele acha que ele ainda está em sua casa quando desce as escadas cautelosamente.

Temos nesta expressão boca aberta e esticada na horizontal pelo musculo risórios, olhos bem abertos e sobrancelhas pra cima: MEDO. No momento que analisei esse vídeo pude perceber que a criança excita em avançar, outra característica da cascata hormonal do medo é a condição corpora conhecida como FFF (Freeze, Fight or Flight), que traduzindo é: Esperar, Lutar ou Fugir! Continuando, o garotinho anda até a mesa e quando ele vê que a laranja está comida, o pai que está filmando pergunta: “– Quem comeu isso?”  Temos a expressão: boca aberta, queixo levemente “caído”, olhos abertos, sobrancelhas com pouca tensão: SURPRESA, que é a emoção mais rápida de todas, quase sempre cedendo lugar a outra emoção como observei no vídeo e demonstro na segunda foto, contração no zigomático maior, mais orbicularis oculi, AU6 e AU12: FELICIDADE GENUÍNA.

Vou comentar aqui outra situação, onde a mãe chama um papai Noel pra vir até sua casa dar os presentes para os dois filhos, um menino e uma menina, ambos caem no choro ao avistar o bom velhinho a porta e ao invés de ir ao seu encontro e abraça-lo, eles congelam encostando o máximo na parede, mantendo assim a distância dele, aqui novamente observo: boca aberta esticada na horizontal pelo musculo risórios, olhos bem abertos e sobrancelhas pra cima: MEDO. Juntamente com proxêmica longa, ou seja, mantem uma grande distância do “objeto” observado
Neste episódio natalino dos dois irmãos, a irmã maior descobre que quem está vestindo de Papai Noel é o pai deles, e tudo fica bem e a felicidade fica expressa em sua face.

Analisei também um vídeo de uma ação de caridade no hospital escola da universidade de Loyola, com crianças internadas e pude ver algumas expressões de felicidade como esta da garotinha da foto.

Contração no zigomático maior, mais orbicularis oculi, AU6 e AU12: FELICIDADE GENUÍNA

Aqui a garotinha mostra a expressão; boca aberta, queixo levemente “caído”, olhos abertos, sobrancelhas com pouca tensão: SURPRESA 

Eu imagino que seja o fato dessas crianças estarem em um hospital e na imaginação delas estão em lugar de dor e normalmente tristeza, ou seja, não tem como piorar, dificilmente observei expressões de medo em crianças hospitalizadas quando elas veem figura de personagens como Papai Noel, Batman, Mulher Maravilha, enfim algo que as fazem trazer a memória de coisas boas, aquilo que trazem esperança de dias melhores

Quero destacar também as crianças que fazem uma expressão de RAIVA quando não ganham o brinquedo que gostariam e pediram ao bom velhinho.

Porém, NOJO e DESPREZO são emoções socialmente nocivas e tóxicas que as crianças normalmente não esboçam em momentos natalinos, fica uma lição pra nós aprendermos com elas pra nossa vida, mais atenção para com as coisas simples e menos atenção para o nosso ego.

Bem pessoal esse foi o comentário de hoje para este momento de festividades, desejo um Feliz Natal pra todos, saúde, paz e felicidade genuína, ho..ho..ho!!!

Um abraço – Vitor Santos

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em:Blog