Blog

COMO ESTUDAR E TRABALHAR SEM PERDER O FOCO!

Já tentou realizar uma tarefa e perdeu a atenção e quando se deu conta já havia perdido o foco? Bem-vindo ao clube dos desfocados!

Fala galera, vamos focar?! Sou Vitor Santos especialista em Linguagem Corporal, perito técnico das expressões faciais certificado internacionalmente pelo Paul Ekman Group, investigador profissional pela CODI-SP e criador do maior canal de Linguagem Corporal do Mundo o Metaforando. E hoje vou falar com vocês sobre como fazer para não perder o seu foco.  

O assunto de hoje pessoal é focar, então gostaria de dar umas dicas pra vocês, muitas pessoas me perguntam como dou conta de cumprir uma agenda “estreita” com muitas tarefas para executar, e minha resposta é: foco! Como é uma demanda muito grande e várias coisas acontecem, eu preciso fazer todas elas com o máximo de excelência possível, eu preciso ter foco em minhas tarefas, e para conseguir ter mais foco eu desenvolvi um método específico, um protocolo de ações pra conseguir fazer uma tarefa sem perder o foco, o nome desse protocolo é TIMES, vamos lá saber como isso funciona essa ferramenta que eu desenvolvi para obter o máximo de atenção em uma tarefa.

A sigla TIMES significa:

T= Temporizar tarefas

I = inspecionar o uso do tempo

M = Manter uma tabela periódica

E= Evitar distrações

S = Separar intervalos  

E o primeiro critério: Temporizar Tarefas, veio de uma situação em que eu percebi que precisava ter um tipo de métrica para me ajudar a concluir aquela tarefa, por exemplo quando eu ia começar a análise de um vídeo para o canal, eu começava a fazer e abria os links para pesquisa, e ao mesmo tempo checava o Instagram, respondia algumas mensagem no Whatsapp, e quando percebia já havia saído do foco da análise. Assim eu resolvi aplicar essa métrica para colocar ordem nos trabalhos, decidi quantas horas seriam destinadas só para fazer analises sem checar mensagens, Instagram, atender celular, entre outras coisas.

O segundo critério: Inspecionar o uso do tempo, mesmo que eu já havia definido um horário especifico para tal tarefa, era preciso eu mesmo “checar” se foram constante, se de fato eu estava ali realizando a tarefa que comprometi a fazer naquela hora, ou seja se perguntar vez em quando dentro do tempo da tarefa, “o que estou fazendo agora está relacionado a tarefa, ou me distraí?” Volta pro foco!

Terceiro critério: Manter uma tabela periódica,eu entendi durante a realização de algumas tarefas que não adianta você cumprir o tempo da tarefa de uma forma árdua, sem pausas para uma espreguiçada que for, isso faz com que você fique entediado a partir de algum tempo ali sem “respirar fundo” ao menos, pois isso pode atrapalhar você de concluir sua tarefa com êxito te deixando frustrado, sua atenção vai enfraquecendo e você vai se sentir um inútil  por não ter cumprido o objetivo de finalizar a tarefa com êxito, portanto vi que uma vez estipulado o tempo da tarefa, poderia fazer pequenas pausas de 5 minutos entre o timer para não desfocar e ficar cansado,  por exemplo: se uma tarefa seria feita em duas horas, dividia em 4 tempos de 30 minutos e fazia a pausa de cinco minutinhos dentro do temporizador de 4X 30 minutos

Quarto critério: Evitar distrações,eu percebia que vários cenários em que eu me colocava pra estudar favoreciam o uso para a distração, por exemplo, deixava o celular com o som da notificação ligado, eu estava lá trabalhando ou estudando e tocava o som de notificação do whatsapp, logo eu já estava querendo pegar o celular pra dar uma olhadinha, outra coisa era deixar várias abas abertas no computador, uma do YouTube, uma do Instagram, uma do Facebook e também minha aba de trabalho, vez ou outra se as minhas pesquisas de trabalho estavam demorando pra abrir um link, por exemplo, ou se ainda eu estivesse renderizando um vídeo e isso por algum motivo demorasse alguns minutos, já estava lá nas outras abas me distraindo e perdendo o foco, então resolvi mudar meus cenários, antes de começar as tarefas, fechava todas as outras abas , deixando somente a aba que iria usar naquele momento, pra executar aquela tarefa, e ainda senão fosse usar o computador no caso de ser um trabalho de escrita ou anotações em cadernos, eu desligava o computador e deixava o celular no silencioso, não era no vibra não, porque o vibra faz um barulhão e tira o foco também.   

Quinto critério: Separar Intervalos, é justamente oque já comentei aqui, é difícil manter a atenção por muito tempo e seu corpo e seu cérebro precisa de uma folga, porque a tensão ela é um processo que envolve várias áreas do cérebro é como se fosse um “musculo”, então se você ficar ali forçando a atenção por 2 horas, e você não está acostumado a esse tipo de tarefa você vai começar bocejar, divagar, ficar incomodado. Portanto é necessário que você tenha um tempo de intervalo entre as tarefas para fazer uma pausa, e relaxar sua mente de 5 a 10 minutos, a regra é não fazer nada relacionado ao seu trabalho neste curto espaço de tempo.

MONITORANDO E APLICANDO O PROTOCOLO T.I.M.E.S

Então vamos entender como funciona o método TIMEs na prática, vamos supor que eu tenho que fazer uma análise de vídeo por 2 horas, essa é minha tarefa, meu objetivo, a primeira coisa é programar meu temporizador de 30 minutos quatro vezes seguidas e durante esse 30 minutos vou fazer apenas minha tarefa, ou seja , vou ficar apenas fazendo a análise, então coloco o despertador do lado do computador, cálculo 30 minutos, fecho todas as outras abas deixando somente a que estiver usando na tarefa, deixo meu celular no silencioso, procuro não deixar nada, nenhum objeto, ou algo que me possa tirar minha atenção, ligo o alarme do meu celular e foco somente em fazer a tarefa , ao final dos 30 minutos, eu “tenho” que pegar uma folha de caderno e coloco pra mim mesmo a seguinte pergunta:  – “O que você está fazendo?”. Se estiver fazendo uma analise, coloco isso na resposta, faço o intervalo de 5 minutos ligo novamente o meu celular por mais 30 minutos para entrar no segundo ciclo, ao final do meu segundo ciclo, vamos supor que eu perdi um pouco o foco e acabei mexendo no celular, toca meu despertador e novamente vou para a resposta da pergunta na folha (o que você está fazendo?) dessa vez responderei, “poutz, estou mexendo no celular”, automaticamente eu preciso guardar o celular nessa hora e voltar para minha tarefa, lembrando o critério inspecionar o uso do tempo, então faço mais um intervalo de 5 minutos e volto a fazer mais um ciclo de 30 minutos de análise, e assim sucessivamente até finalizar as 2 horas destinadas aquela tarefa, respondendo a cada intervalo a pergunta pra não perder o foco e conseguir assim finalizar a minha tarefa com sucesso num tempo total de 2 horas e 20 minutos, sendo esses 20 minutos o tempo total de intervalo para esta tarefa. O mais interessante é que eu consigo até mensurar o tempo que vou ter de “desvio de atenção”, porque é preferível termos a certeza que perdermos apenas 20 minutos de desvio do foco em uma tarefa, aplicando esse método, do que separar um tempo X para realizar uma tarefa e a hora que você perceber já se passaram uma hora e meia do seu tempo e você ainda está lá no Instagram e no Whatsapp perdendo o foco.

Bom galera, essa foi uma breve explicação do uso do protocolo TIMES, ele é bem parecido com outros métodos como, por exemplo, o POMODORO, mas eu fiz umas variações que no meu entender e na minha rotina funcionam muito bem, espero que essas dicas possam ajudar também a vocês. Forte abraço e até o próximo post.         

Abraços – Vitor Santos

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em:Blog