Blog

COMO ENTENDER E “LER” MEUS COLEGAS DE TRABALHO, SERÁ QUE ELES SÃO VERDADEIROS COMIGO?

Fala galera! Sou Vitor Santos especialista em Linguagem Corporal, perito técnico das micro expressões faciais certificado internacionalmente pelo Paul Ekman Group, investigador profissional pela CODI-SP e criador do maior canal de Linguagem Corporal do Mundo o Metaforando.

E hoje vou falar com vocês sobre como saber se a pessoa que te fala bom dia todos os dias no trabalho é realmente seu colega.

No ambiente profissional o primeiro ponto que você pode analisar é a relação com os colegas de trabalho, em muitas situações e vários contextos você vai ter, por exemplo, um colega que talvez tenha alguma emoção negativa em relação a você, então o primeiro contexto que você vai avaliar é afetividade emocional para positiva ou para de valência negativa, como?  Observando as micro expressões faciais dela!

O QUE ESSA PESSOA REALMENTE SENTE A MEU RESPEITO?

Você vai começar a ficar atento aos padrões e frequências dessa pessoa em relação a você. Como assim, Vitor? Pense comigo, o seu colega de trabalho conversa normalmente com vários colegas ali na sua sessão, mas quando ele fala com você, especificamente, ele faz DESPREZO! Aqui você já observou um ponto de padrão certo? Pode ser também que esse comportamento seja um “hotspot” que é um cadeado, uma ligação emocional que a gente sente a determinado assunto, pode ser que ele sinta desprezo em falar com você, fique atento a este padrão, se toda vez que ele for falar com você, de você em equipe ou de seu projeto você notar que ele apresenta uma micro expressão facial de determinada emoção (desprezo, raiva, nojo), fique alerta a isso e também a frequência, porque a frequência identifica intensidade. A tendência geralmente é que quanto maior for à frequência de emoções que eu disparo em um curto espaço de tempo, maior é a intensidade que eu estou vivenciando aquela emoção no meu corpo.

Então observe, você está lá num ambiente executivo na sessão da empresa e essas reações acontecem, mas não é só no trabalho, pode acontecer na faculdade, pois é sempre tem aquele professor que olha torto pra você te deixando receoso nesses momentos observe duas coisas em seu dia a dia e nos ambientes que você convive com essas pessoas, primeira coisa é: o Padrão Emocional, perceba qual emoção essa pessoa sempre demonstra quando ela está com você, ou se refere a você e até mesmo quando ela está com outra pessoa, as vezes você vai captar ali alguma informação secreta apenas observando o padrão facial, a pessoa pode estar, por exemplo, tendo um caso com a secretária, você nota sempre que ele olha pra ela, ele demonstra felicidade genuína na face e depois volta ao trabalho, sempre , sempre, sempre tem esse padrão, você vai observar então o padrão da micro expressão facial e a frequência, frisando que se a pessoa exibir apenas uma única micro expressão pode ser um sinal sem qualquer fundamento, uma pessoa pode apenas fazer raiva, apenas desprezo, apenas fez nojo, por qualquer motivo, por exemplo ela está lembrando que não entregou o relatório para o chefe e ela por acaso esta olhando pra você nesse momento, não significa que o desprezo é para você de fato, você tem que analisar a frequência e forma de relacionamento que ela apresenta na rotina com você.

Vale citar aqui outro exemplo se você trabalha com fechamento de contrato assim como eu que fecho contratos com clientes que solicitam meus cursos e palestras, tenho que ficar atento porque tem muita gente mal intencionada, oportunista e golpista por aí no mercado digital planejando como agir, como se infiltrar. Eu tenho um protocolo aqui na minha empresa que todos da equipe conhecem e tem que aplicar quando vamos fechar alguma parceria e contratos de serviços, esse protocolo tem vários critérios de para análise da pessoa que vai me contratar, um dos critérios por exemplo é observar a frequência e as expressões faciais que essa pessoa demonstra quando ela está falando sobre mim, sobre meu trabalho numa conversa, já aconteceu de um cara querer me contratar e na reunião essa pessoa começou a falar do meu trabalho que era isso, aquilo que me admirava, que eu tinha muitos fãs, falou tudo mas não disse que meu trabalho era bom pra ele , sofreu pra fazer essa colocação em um determinado momento da conversa e fez várias negações com a cabeça quando a fala era afirmativa, fez várias micro expressões de desprezo enquanto falava, neste caso claro que não seguimos adiante nas tratativas.

Portanto, reforço pra vocês que no meio empresarial e até mesmo em suas negociações do dia a dia, é muito importante que você fique atento às micro expressões faciais que as pessoas demonstram. Se você quiser entender melhor tudo isso deixo aqui o link de um dos vídeos do meu canal o Metaforando, onde tem muito conteúdo sobre essa ferramenta (detecção das micro expressões faciais) que vai te ajudar a lidar com diferentes colegas de trabalho e muito mais.

Link: https://youtu.be/WObKQQxaTWU – NÃO SEJA ENGANADO!

Bom pessoal, espero que essas dicas despertem em vocês a vontade aprender mais sobre esse universo cientifico das Micro Expressões Faciais, obrigado e até o próximo post.

Abraço – Vitor Santos

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em:Blog