Blog

SORRISO FALSO VS SORRISO VERDADEIRO, COMO IDENTIFICAR?

Você acha que consegue identificar em qualquer situação um sorriso verdadeiro?

Esse sorriso na foto acima é verdadeiro! Mas você saberia explicar por quê? Poderia relatar as diferenças anatômicas e fisiológicas desse sorriso para um sorriso falso? Vamos agora entender quais são as principais diferenças entre um sorriso verdadeiro e um sorriso falso, tato as diferenças superficiais como a própria forma do sorriso quanto às diferenças anatômicas e neurofisiológicas de um sorriso.

Primeiro vamos entender oque é de fato um sorriso quais expressões ele demonstra na face, SORRISO é uma expressão facial caracterizada pela elevação do canto dos lábios e “esticamento” da linha da boca, essa expressão facial demonstra contentamento, alegria ou felicidade, porem não significa que essas emoções positivas sejam sentidas nesse momento, pois o sorriso é a máscara social mais utilizada, principalmente quando as pessoas estão mentindo ou quando estão insatisfeitas com algo, e pelo contexto em que elas se encontram as proíbam de mostrar tais emoções. Por exemplo, se o teu chefe está gritando com você, oque você faz? O famoso sorrisinho social, a primeira forte diferença entre os dois é a forma como eles se apresentam.  

Baseados nos trabalhos de Paul Ekman e Wallace Friesen com o sistema de medição facial chamado FACS (Facial Action Coding System), o especialista Vitor Santos aponta aqui 3 principais diferenças para validar um sorriso verdadeiro de quando uma pessoa está feliz de fato, e um sorriso falso ou posado. A primeira e mais importante delas é a ausência da contração do músculo Orbiculares Oculi, músculo esse localizado ao redor dos olhos, que não é contraído de forma voluntária, pois a ativação dele vem de outra região do cérebro que não está associada diretamente ao pensamento racional ou deliberado, resumindo no sorriso falso não há contração no músculo orbiculares, pois a pessoa não sentiu felicidade ela apenas contraiu voluntariamente o músculo zigomático maior e esse músculo sim, pode ser controlado de maneira voluntária, portanto se você observar na face de alguém aquele sorrisão aberto, mas sem, rugas ou “pés de galinha” ao redor dos olhos é muito provável que ele seja falso. Mas também de maneira involuntária quando sentimos felicidade de fato e o zigomático maior entra em contração junto com o músculo Orbiculares Oculi (músculo ao redor dos olhos)temos felicidade genuína resultando nessa expressão abaixo.

O segundo ponto num sorriso falso é o timing dele, pois saiba que uma emoção dura no máximo de 4 até 5 segundos e uma expressão facial tem o mesmo tempo de duração , então aqueles sorrisos estampados na cara por muito tempo a probabilidade dele ser falso é grande, pois além de ser muito longo, uma emoção genuína tem um crescimento gradual e um desaparecimento também gradual, ou seja a expressão facial tem que começar, se formar encontrar sua intensidade máxima e depois começar se desfazer e voltar pra face neutra ou pra outra expressão facial. A pessoa que faz aquele sorriso brusco (mostrando os dentes) e estiver sem a contração dos Orbiculares e ficar com o sorriso estampado na cara por muito tempo, provavelmente está sendo falsa com você.

Terceiro ponto o sorriso verdadeiro é ativado de maneira simétrica na face, oque isso significa? Quer dizer que bilateralmente nos dois lados da face, os músculos do sorriso verdadeiro vão se contrair ao mesmo tempo em que vai gerar uma aparência, ou seja, a forma de como você vai ver o sorriso, vai dar a impressão bilateral que ele é simétrico não assimétrico.

Isso acontece porque quando sentimos a emoção de felicidade é outra região do cérebro que vai ativar a nossa musculatura e não a região motora propriamente dita associada ao pensamento racional como as regiões do lobo pré-frontal, conforme conta Antônio Damásio em seu livro “O Erro de Decartes” uma estória bacana em quais os pacientes que ele atendia terem uma lesão no hemisfério esquerdo do cérebro, na região motora (lobo pré-frontal) que apresentavam paralisia do lado direito do corpo, inclusive paralisia facial apenas do lado direito acabavam por manter a boca puxada em um dos cantos dos lábios constantemente demonstrando uma expressão de desprezo constante. Porem acontecia uma coisa interessante, quando eles ouviam algo de engraçado, uma piada ou assistiam a um filme de comédia ou algum estímulo que deixassem esses pacientes felizes de verdade, a contração era bilateral e os músculos corretos da expressão facial de felicidade eram contraídos, ou seja, o músculo zigomático maior entrava em ação bilateralmente ao mesmo tempo, em que os músculos orbiculares também, e tudo isso de maneira simétrica.

E pelas palavras de Damásio significou que o processo emocional tais quais suas ações motoras e suas cascatas hormonais são processados em outra região do cérebro que não seja a região pré-frontal associada ao córtex motor primário. Essa região do cérebro que processa as emoções e suas ações motoras como as expressões faciais é chamada de sistema límbico que são as amigdalas o hipocampo o córtex cingulado anterior. Quando a emoção de felicidade é processada nessa região do cérebro além das alterações hormonais que nos temos como, por exemplo a secreção de hormônios da dopamina, endorfina e ocitocina serem liberadas em nossa corrente sanguínea a expressão facial característica é também acessada por esta região do cérebro e é nisso que se difere um sorriso falso, pois você deliberadamente escolhe puxar o canto dos lábios para cima numa atitude deliberada como vocês acabaram de entender vem de outra região do cérebro que não está associada a uma emoção primitiva, intrínseca e involuntária, portanto um sorriso falso não tem nada a ver neuroanatomicamente, neurologicamente e nem aparentemente com um sorriso verdadeiro.

Bom pessoal, esperamos que tenham gostado de aprender a detectar um sorriso verdadeiro, sejam felizes e vamos sorrir que ainda é o melhor remédio.

Abraços – Equipe Metaforando.

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em:Blog